Werder Bremen impõe condições ao Inter para liberar Borré de imediato

1088

A possibilidade de Borré chegar mais cedo ao Inter ganha força após o Werder Bremen revelar sua disposição em liberar o jogador antes do término do contrato. Segundo informações da imprensa alemã, o clube pediu 750 mil euros para antecipar a saída do colombiano, o que representa cerca de 4 milhões de reais na atual conversão. O Internacional, no entanto, mantém sua posição, afirmando que o assunto está sendo tratado pelo estafe do atacante.

O jornal Bild, renomado na Alemanha, também destacou que a saída antecipada de Borré representaria uma economia significativa para o Werder, que deixaria de pagar 1 milhão de euros em salários ao jogador caso ele se transfira para o Brasil ainda em março. Apesar disso, a direção colorada assegura que não desembolsará mais dinheiro na transação pelo camisa 19.

A expectativa é de um acordo entre os representantes do jogador, o próprio Borré e o Eintracht Frankfurt, clube ligado ao Werder Bremen. O ponto a favor do Inter é o baixo aproveitamento do colombiano na equipe alemã, somado à classificação do Werder na Bundesliga e à economia de recursos com a saída antecipada do atleta.

Para que Borré possa estrear ainda no primeiro semestre, é necessário que ele seja regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até a próxima quinta-feira, dia 7. O clube demonstra otimismo quanto à conclusão da operação dentro do prazo estabelecido. Caso contrário, o principal reforço para a temporada só estará apto na próxima janela de transferências, a partir de 10 de julho.