Presidente do Grêmio comenta sobre decisão do Inter de utilizar reservas no Gre-Nal

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Junior, evitou polemizar a decisão do Inter de usar reservas no Gre-Nal 418, marcado para domingo, às 19h, na Arena, pela 10ª rodada do Gauchão. Segundo o dirigente, é um direito de qualquer clube mandar a campo os atletas que bem entender. Por isso, esquivou-se de avaliar a definição.

— Normal, não tenho juízo de valor. Nem opinião tenho, não me diz respeito. Todos maiores de idade e têm consciência de seus atos. Não me cabe opinar sobre o tema. Por mim, ficamos por isso mesmo. Vamos jogar o Gre-Nal como ele vier — disse.

Romildo alegou não saber os motivos do Inter para tomar tal decisão. Informado da alegação, limitou-se a dizer que se trata de uma decisão judicial e que todos devem acatar ou recorrer. Sobre a atitude influenciar futuros julgamentos, também não quis entrar em polêmica:

— Quem está lá deve julgar isentamente. A indignação faz parte do jogo e tem de ser compreendida nesse contexto.