Polícia Civil indicia homem que interpretava Saci do Inter e ele pode ser preso

802

O funcionário que interpretava o mascote Saci do Internacional foi indiciado por importunação sexual, após ser acusado por duas mulheres durante o clássico Gre-Nal do dia 25 de fevereiro, no Beira-Rio, pela primeira fase do Campeonato Gaúcho. A informação foi confirmada pela Polícia Civil nesta quinta-feira.

Segundo as autoridades, o indiciamento veio após uma investigação que incluiu análise das imagens, depoimentos das vítimas e do acusado. O homem, cuja identidade não foi divulgada, foi formalmente indiciado por importunação sexual contra as duas mulheres.

“Com base nos elementos informativos colhidos durante o trâmite do procedimento, constatou-se que o suspeito cometeu o crime de importunação sexual contra as duas vítimas no dia em que ocorreu a partida de futebol já citada, crimes pelos quais foi indiciado”, afirmou a nota da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre.

A Justiça, atendendo ao pedido da polícia, concedeu medidas protetivas solicitadas por uma das vítimas. Essas medidas proíbem o homem de se aproximar dela a menos de 300 metros e de manter qualquer tipo de contato, seja telefônico ou por meios eletrônicos.

O inquérito será encaminhado ao Ministério Público, que decidirá se o homem será denunciado à Justiça. De acordo com o Código Penal, a pena prevista para o crime de importunação sexual é de reclusão de um a cinco anos.