Patrick ganha nova oportunidade para calar os críticos

Liberado pelo departamento médico, Patrick deve ser a novidade e o único titular a entrar em campo neste domingo (31), no Estádio Centenário, no primeiro jogo da semifinal entre Inter e Caxias. Mais do que uma decisão, o confronto serve como teste para o jogador readquirir ritmo de jogo e garantir seu lugar na quarta-feira (3), contra o River Plate, pela Libertadores.

Mesmo assim, Patrick não está muito satisfeito. Na coletiva de quinta-feira, ele desabafou e criticou o excesso de cobrança que é feito em cima do time do Inter. E também em cima dele. O jogador disse que, segundo a imprensa, o time nunca convence e nunca agrada. Isso, segundo ele, acaba criando um desconforto no grupo de atletas.

Isso é um exagero. Os mesmos que hoje cobram um desempenho melhor do Inter foram aqueles que elogiaram quando a equipe decolou no Brasileirão do ano passado e que também reconheceram a importância que o próprio Patrick teve naquele momento, inclusive chegando a liderar a Bola de Prata por muitas rodadas.

Não vejo essas cobranças como exageradas. Pois, ao ingressar na luta por um título ou em uma competição como a Libertadores, é evidente que a expectativa também vai crescer. De quem se espera tanto não dá para aceitar as duas fracas atuações que o time teve contra o Novo Hamburgo.