Odair pode deixar xodó da torcida no banco no Gre-Nal decisivo do Gauchão

O técnico Odair Hellmann foi claro ao admitir que pode mudar a “estratégia” colorada para o jogo de volta da final do Gauchão. O treinador se referia claramente a alterações na escalação que já terá uma mudança obrigatória no meio-campo com a saída de Rithely que sofreu lesão muscular. Há a possibilidade de outra troca, esta de ordem tática, e não se descarta a hipótese de D’Alessandro ser opção apenas para o decorrer da partida.

No primeiro Gre-Nal da decisão o que se viu foi o argentino tendo dificuldades pelo lado direito de ataque quando exigida a marcação do lateral gremista Cortez. Além disso, dificilmente D’Alessandro resistiria jogar os 90 minutos com grande intensidade, algo que dificultaria de estar nos momentos decisivos da partida que pode ser decidida nos pênaltis. Ele é um dos principais batedores de penalidades máximas do elenco e sua experiência é fator importante para as situações mais tensas de uma final. Há porém, um dilema do técnico que tem no meia sua liderança forte para novamente ser o capitão da equipe, uma vez que novamente Rodrigo Dourado deverá estar fora de ação.

Para uma eventual substituição de D’Alessandro no início do jogo, Odair tem dois candidatos de características semelhantes: Guilherme Parede e William Pottker. Parede vem sendo usado pelo lado direito e se destaca pela movimentação, velocidade e capacidade para a recomposição. Pottker, agrega a isto o fato de ser mais forte fisicamente e de ter uma experiência maior como titular colorado. Uma situação menos provável seria um reforço no meio-campo com Camilo, cuja capacidade de articulação é maior, mas que alteraria o posicionamento de Nico López.

O Inter fará apenas um treinamento específico para o Gre-Nal desta quarta-feira e a escalação só será revelada 45 minutos antes da partida. Os trabalhos da terça-feira (16) deverão ser fechados no Beira-Rio.