Jogador do Inter enfrenta acusação de abuso sexual e Clube se pronuncia oficialmente

884

O lateral-direito Hugo Mallo, jogador do Internacional, enfrenta um processo judicial na Espanha por uma acusação de abuso sexual. A suposta ocorrência teria acontecido em abril de 2019, antes de uma partida entre Espanyol e Celta de Vigo, ex-clube do atleta, no estádio Cornella-El Prat. O Inter divulgou uma nota oficial expressando confiança na negativa de Mallo sobre as acusações e declarou que aguardará o desdobramento do processo judicial.

O clube ressaltou seu compromisso com a ética e a integridade, repudiando qualquer ato que vá contra esses princípios. O Internacional destaca que mantém um posicionamento de respaldo ao jogador, respeitando o devido processo legal e aguardando a conclusão da investigação.

Em contato com o ge, o empresário de Hugo Mallo informou que emitirá um comunicado oficial nos próximos dias e afirmou que o atleta está “tranquilo” em relação ao caso. O jogador negou as acusações desde o início do processo, iniciado em julho de 2019 na Justiça espanhola.

Segundo informações do jornal espanhol As, o suposto incidente teria ocorrido durante uma troca de cumprimentos entre os jogadores e mascotes antes da partida. A vítima, uma mulher fantasiada de periquito, acusa Mallo de tocar seus seios. O jogador terá seu depoimento inicial no dia 25 de maio, com a presença no Tribunal Penal número 19 de Barcelona marcada para 11 de julho.

Em setembro de 2019, uma decisão de primeira instância favoreceu Hugo Mallo. Contudo, em 2021, a Justiça espanhola aceitou um recurso da acusação, que busca uma condenação do jogador ao pagamento de 24 meses de multa. O caso permanece em andamento, e o Internacional continuará acompanhando os desdobramentos com atenção.

Confira a nota publicada pelo Inter
“O Sport Club Internacional, tomando conhecimento do tema privado relacionado ao atleta Hugo Mallo, veiculado na data de hoje pela mídia espanhola e que se desenvolve no Poder Judiciário da Espanha, ratifica que obteve do atleta a completa e veemente negativa acerca do conteúdo da acusação processada.

Diante de tal situação, reportamos nossa plena confiança no jogador e juntamente com o staff do atleta, a partir da decisão de improcedência em primeira instância já consolidada, aguardaremos o desenrolar do processo com o resultado da medida recursal.”