Guerrero é denunciado no STJD e pode pegar até 18 jogos de suspensão

Guerrero recebeu o cartão vermelho aos 43 minutos do primeiro tempo do duelo no Maracanã, no dia 25 de setembro. Pouco antes, havia se revoltado com a não marcação de um pênalti sobre ele. Depois, chocou-se com Rodrigo Caio e teve um sangramento no supercílio. A cadeia de acontecimentos deixou o atleta enfurecido, que deu um chute no ar e proferiu xingamentos contra o árbitro Luiz Flávio Oliveira.

Ao deixar o gramado, ainda se aproximou da câmera de transmissão e mostrou o dedo médio. De acordo com o relato do juiz na súmula do confronto, Guerrero teria proferido xingamentos em inglês aos membros da equipe de arbitragem.

– Expulso por ofender o 4º árbitro sr. Grazianni Maciel Rocha, com seu dedo médio em riste, dizendo as seguintes palavras: “fuck you, fuck you”. Após, se dirige em minha direção, socando o ar, chutando o chão e proferindo as seguintes palavras: “fuck you, fuck you, fuck you.” necessitando ser contido por seus companheiros para deixar o campo de jogo – diz o documento.

O atacante tem a situação mais complicada. Ele foi enquadrado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – em um deles, a denúncia foi dobrada. De acordo com as penas previstas, que são cumulativas, o atacante pode ficar impedido de jogar por até 18 partidas, além de pagar multa de R$ 100 a R$ 100 mil, em caso de condenação.

Nas entrevistas coletivas após a partida, foi a vez do vice de futebol Roberto Melo e do técnico Odair Hellmann dispararem contra a arbitragem. O alvo principal dos colorados foi o recurso de vídeo. Segundo o treinador, o VAR foi “passear” no Maracanã. O dirigente citou que a atuação do dispositivo tecnológico foi uma “vergonha” e acrescentou que só “ajuda a quem quer ajudar”.

As denúncias de cada um e as possíveis penas são as seguintes:

Bruno
Art. 250, parágrafo 1º, inciso I: impedir uma oportunidade clara de gol. Pena: suspensão de uma a três partidas.

Paolo Guerrero
Art. 243-F (por duas vezes): ofender alguém em sua honra. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de uma a seis partidas.
Art. 258-A. Provocar o público durante partida, prova ou equivalente. Pena: suspensão de duas a seis partidas.

Odair Hellmann
Art. 258, parágrafo, 2º, inciso II: desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões. Pena: uma a seis partidas.

Roberto Melo (vice de futebol)
Art. 258, parágrafo, 2º, inciso II: desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões. Pena: suspensão de 15 a 180 dias.
Art. 243-F: ofender alguém em sua honra. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de 15 a 90 dias.