Governo aprova e Grenal tem número de torcedores definidos

Os jogos de futebol do Rio Grande do Sul poderão receber um público maior a partir de agora. Atendendo a pedido da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), o gabinete de crise do governo do Estado permitiu o aumento de 30% para 50% de ocupação da capacidade máxima dos estádios. A autorização, que ainda será publicada em forma de decreto, implica diretamente no Gre-Nal 434, agendado para o próximo sábado (6), no Beira-Rio.

Desta forma, além dos 15 mil ingressos que já foram disponibilizados pelo Inter, uma nova carga será comercializada, podendo colocar até 25 mil pessoas no estádio colorado neste fim de semana.

Apesar do aumento de público, as autoridades sanitárias seguirão exigindo o respeito de alguns protocolos, como a apresentação da carteira vacinal para ingressar no local dos jogos, a utilização de máscaras e o distanciamento social nas arquibancadas.

A partir de agora, resta saber se a decisão das autoridades também irá beneficiar o Grêmio, que corre o risco de atuar pelo restante do Brasileirão sem a presença de sua torcida.

Por conta da invasão de campo protagonizada por dezenas de torcedores, na Arena, no último domingo, após a derrota para o Palmeiras, o Tricolor foi denunciado pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), podendo ser punido com perda de mando de campo de uma a 10 partidas.

O órgão também entrou com liminar exigindo que, até a data do julgamento, o time atue com portões fechados quando for mandante e, quando visitante, não tenha direito à carga de 10% de ingressos — o que implicaria no veto de gremistas no Beira-Rio neste sábado.

Além disso, o Juizado Especial do Torcedor, ligado ao Ministério Público gaúcho, promoverá uma reunião para debater a possibilidade de o Gre-Nal ser disputado com torcida única devido aos incidentes no estádio gremista.