Entenda por que a transferência de Borré para o Inter enfureceu o Werder Bremen

882

O anúncio oficial da chegada de Rafael Borré ao Internacional nesta quarta-feira (17) não foi bem recebido pelo Werder Bremen. O clube alemão, que detém os direitos do jogador até meados do ano, manifestou surpresa com a atitude do Inter, que não procurou discutir a situação.

Clemens Fritz, diretor esportivo do Werder Bremen, expressou seu desagrado em uma entrevista ao site DeichStube, destacando a falta de contato por parte do Internacional.

“Estamos surpresos com a ação do Inter. Ninguém falou conosco, não houve contato”, declarou Fritz.

O dirigente compreende a negociação entre Inter e Eintracht Frankfurt para a transferência do colombiano, mas mostrou desconforto com o fato de Borré ter posado para fotos com a camisa colorada enquanto ainda está sob contrato com o Werder Bremen.

Fritz ressaltou que o colombiano permanece em regime de empréstimo até 30 de junho e não está nos planos antecipar o término do acordo.

“Está tudo bem que o Eintracht Frankfurt e o Inter tenham chegado a um acordo, mas estamos muito irritados porque Rafael foi fotografado com a camisa de outro clube. Ele tem contrato. Não temos interesse em liberá-lo agora. Pretendemos contar com ele na segunda metade da temporada”, afirmou o dirigente.

Apesar da posição firme dos alemães, a esperança no Beira-Rio é de que um entendimento seja alcançado, permitindo a chegada de Borré a Porto Alegre ainda no primeiro semestre. O contrato do atacante com o Colorado estende-se até o final de 2028.

O colombiano representa a quinta adição ao elenco colorado nesta temporada, ao lado de Ivan, Robert Renan, Hyoran e Lucas Alario. Além disso, as negociações com o volante Thiago Maia, do Flamengo, estão em estágio avançado.