Em nota oficial, Inter assume grave crise, demite 45 profissionais e amplia reestruturação

O Internacional não esconde que vive uma grave crise financeira. Desde o início do ano, o clube passa por um processo que mira reconstrução das finanças e tem repetido ações neste sentido. Hoje (20), o Colorado informou mais uma leva de demissões, de aproximadamente 45 profissionais, um novo corte de gastos e revisão de contratos de fornecedores.

“São decisões que tomamos hoje para construir um amanhã sólido, sustentável e vencedor para o clube. Porque se o presente é difícil, o futuro pode ser pior se não fizermos o que precisa ser feito agora. Lembrando, sempre, que administramos em nome da torcida e é por ela, e para ela, que devemos gerir o Inter com responsabilidade, honestidade, amor e compromisso com o futuro do clube”, diz nota divulgada pelo Inter e assinada pelo CEO do clube, Giovane Zanardo.

Em abril, o Inter já tinha atuado desta forma, com a demissão de aproximadamente 60 funcionários. Na ocasião, o clube esperava cortar gastos de aproximadamente R$ 60 milhões no ano.

“Mas não basta reconhecer o problema, é preciso construir as soluções. Passo a passo, estamos realizando uma reestruturação administrativa, revisando processos, reavaliando fontes de receitas e fazendo os ajustes financeiros necessários para atender as necessidades da nossa estrutura, em todos os setores”, completa o comunicado do Inter.

As atitudes também impactam no futebol. O Colorado buscou reduzir ao máximo os gastos com contratações de jogadores, e ainda que siga procurando um atacante no mercado da bola, apela para criatividade atrás de reforços que necessitem de investimentos baixos.

De acordo com a manifestação de hoje, serão aproximadamente 45 colaboradores desligados, de todas as áreas. Haverá revisão em contratos de fornecedores, cortes de gastos não essenciais e reavaliação de rotinas, processos e sistemas.

Confira a nota do Inter na íntegra:
Desde o início, a atual gestão colorada tem demonstrado, de forma transparente, sua preocupação com a realidade financeira do Clube e com a necessidade de buscar maior eficiência administrativa e operacional.

Mas não basta reconhecer o problema, é preciso construir as soluções. Passo a passo, estamos realizando uma reestruturação administrativa, revisando processos, reavaliando fontes de receitas e fazendo os ajustes financeiros necessários para atender as necessidades da nossa estrutura, em todos os setores.

Nesta direção, o Sport Club Internacional comunica a implementação e acompanhamento, a partir de hoje, de uma nova série de medidas administrativas, tais como:

Revisão de todos os contratos com fornecedores estratégicos;
Desligamento de cerca de 45 colaboradores, de todas as áreas;
Reavaliação de rotinas, processos e sistemas;
Redução de gastos correntes não essenciais.

São decisões que tomamos hoje para construir um amanhã sólido, sustentável e vencedor para o Clube. Porque se o presente é difícil, o futuro pode ser pior se não fizermos o que precisa ser feito agora. Lembrando, sempre, que administramos em nome da torcida e é por ela, e para ela, que devemos gerir o Inter com responsabilidade, honestidade, amor e compromisso com o futuro do clube.

Giovane Zanardo
CEO do Internacional