Direção do Inter se manifesta sobre possivel volta das torcidas aos estádios

A possibilidade de Grêmio e Inter voltarem a contar com torcedores nos estádios a partir da próxima semana movimenta os bastidores da dupla Gre-Nal desde o último final de semana. A partir da liberação da Conmebol, no domingo (11), foi aprovado nesta terça-feira na Câmara de Vereadores projeto que autoriza a presença de público nos jogos realizados na Capital.

Vice-presidente de Administração e Patrimônio do Inter, Victor Grunberg afirma que o clube está pronto para seguir os protocolos caso haja liberação por parte das autoridades responsáveis.

Além do uso de máscaras e do distanciamento de dois metros entre as pessoas, uma das emendas votadas na Câmara prevê que a torcida apresente carteira comprovando vacinação contra covid-19.

— Começamos a trabalhar na implementação de protocolos para a volta de público no meio do ano passado. Em algum momento isso aconteceria, e teríamos de estar preparados. Nossa operação é complexa, temos de executá-la da melhor forma. Temos muita tranquilidade e muita segurança para receber o público no Beira-Rio — aponta Grunberg.

O dirigente diz ainda que não cabe ao clube decidir o melhor momento para a reabertura dos portões, mas às autoridades sanitárias. Grunberg acredita que são eles que têm os “números reais da pandemia” no país.

— Essa liberação se dá pelos órgãos governamentais, não pelo Internacional. Temos acompanhado a movimentação dos órgãos públicos, eles que têm os números de vacinação, de internação. Os números reais da pandemia. São eles os responsáveis por avaliar quando será liberada a questão do público — finaliza.