Assista a choradeira de Renato após derrota do Grêmio para o Inter no Grenal 441

5612

O clássico GreNal deste domingo (25) não terminou apenas com o resultado final em campo, mas também com uma série de polêmicas em relação à ausência do VAR. O Grêmio, incomodado com algumas marcações de Anderson Daronco ao longo da partida, expressou sua insatisfação em entrevistas coletivas pós-jogo.

Em um longo desabafo, o técnico Renato Gaúcho isentou Anderson Daronco de culpa, mas enumerou os lances em que se sentiu prejudicado durante o jogo.

“O Internacional jogou mais que o Grêmio. O que não dá para admitir foram os erros no jogo, eu falei isso para o Daronco depois. Vou comentar alguns detalhes, mas não estou dando desculpa. 1 a 0 para o Grêmio. Uma falta nítida no Galvão fora da área, não foi pênalti. Eu vi tudo no vestiário, já. Ele recebe uma tesoura do jogador do Internacional, falta nítida fora da área, mas o Daronco, bem colocado, não deu a falta a 3 metros dele. Por que eu estou falando desse lance? Na sequência, sai o gol do Internacional”, disse.

“No final do jogo, pênalti legítimo no André. Não adianta as pessoas falarem que não foi, porque quando não é, eu falo, eu sou justo. No último lance, foi pênalti no André. O jogador do Internacional agarra o braço dele e cai com ele. Se tem VAR, é pênalti. E tem o pênalti do Kannemann. Falta foi, foi fora da área. Se você pega o VAR, ele cai dentro da área, mas não era pênalti. Ele (Daronco) está tão bem colocado quanto na falta que ele não deu do Galvão. Colocaram o VAR para ajudar, o Daronco é um dos melhores árbitros do Brasil, mas sem o VAR…”, seguiu.

“Com o VAR, o resultado seria diferente. Aí, nós vamos para o Estadual, no século XXI, os clubes do interior, eu entendo, não têm condições de arcar. A Federação deveria arcar com os custos. Ou, no mínimo, acertar que o Gre-Nal deveria ter VAR. O que a Federação faz? Nada. Eu não sou cego, eu vi os lances, todos por falta do VAR. Os times do interior não têm condições? Não tem problema. Mas o GreNal não dá. Mas nós erramos nos gols do Internacional, também, não vou só colocar na conta do VAR”, completou.

Na sequência, o presidente Alberto Guerra questionou a Federação Gaúcha por não aceitar o pedido de ter VAR nas últimas duas rodadas.

“O ofício que foi feito não foi somente para o GreNal. O ofício foi pedindo VAR em todos os jogos da 10ª rodada em diante por serem jogos decisivos. A Federação optou por não colocar, não sei o porquê, e aconteceu o que nós vimos. Um clássico muito interessante, com duas equipes muito boas. O jogo ficou manchado, estragado, sem tirar os méritos do Inter, por grandes erros”, afirmou.

A polêmica em torno da ausência do VAR no clássico adiciona um capítulo conturbado à rivalidade entre Internacional e Grêmio, evidenciando a necessidade de uma revisão nas práticas de arbitragem e organização dos campeonatos regionais.

Assista a coletiva de Renato após o jogo